Google+ Followers

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

TREINO DA CONFRARIA DO SANTO PADROEIRO DOS CORREDORES DE SÃO PAULO - VÃO DO MASP


Feriadão em São Paulo, temperatura em ebulição e nenhuma corrida agendada. Mas como os corredores são viciados, algum jeito tem que ser dado. E a solução foi o treino organizado pelo Antônio Colucci, no vão do Masp na Avenida Paulista. Nada de camisa, nada de medalha. Só a doação de pacote de frauda geriátrica. para ajudar a quatro abrigos. Mas encontrar os amigos e conhecer novos  compensa tudo.



Participando de corridas e, no caso hoje, de treinos, que geralmente começam cedo nos dá a oportunidade de ver a cidade com outros olhos. Nada da correria do dia a dia, nada de pressa. A Avenida Paulista é praticamente um museu a céu aberto. Muitos prédios tem suas obras de arte. Em u shopping popular uma feira de vasos chineses. E o vão do Masp é um caso a parte.



A concentração começou por volta das 08:00 hs. O Corretor Corredor e a Sydnea Augusto já tiravam fotos, principalmente da grande estrela da Paulista, a Mônica do Maurício de Souza. Em seguida chegou o Vagner Marques e demais participantes foram chegando.  Tive o prazer de conhecer o Rinaldo do blog Número de Peito, que passou para dar um "alô" aos participantes.



Foto vem, foto vai e a cada participante que chegava eram flashes e mais flashes. E nada da largada. a largada estava marcada para as 09:00 hs e já eram quase 09:20 hs e alguns impacientes resolveram sair primeiro. Como nosso fotografo oficial não parava de tirar fotos o jeito foi tirar ele dali para podermos largar.



Largamos eu, o Vagner Marques e o Antônio Colucci levando o Corretor Corredor, que ficou no último ponto da Paulista para tirar fotos da outra estátua da Mõnica. Já eram 09:30 hs quando largamos e as calçadas da Paulista já estavam cheias. O sol já começava a esquentar.



Da Paulista entramos na consolação, Minhocão, Avenida e Viaduto Pacaembu, Avenida Rudge, Avenida Rio Branco, Largo do Paiçandu, Viaduto do Chá e chegando na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, com sua famosa subida. À partir do nº 1030 não consegui acompanhar meus parceiros e fiquei. Caminhada até passar pela Rua Treze de Maio e voltei a correr, acessando a Paulista novamente, até chegar ao Masp.



O percurso foi de 14,85 km, percorridos em 1 hora e 28 minutos sob o sol das 11 horas da manhã, que já brilhava forte. Nessa hora era necessário ter muito cuidados com os pedestres pois o número de pessoas na calçada era muito grande. Para a sorte de quem não levou água um grupo de religiosos muçulmanos distribuía água e panfletos religiosos bem na nossa chegada.



Na chegada mais fotos, cumprimentos e uma parada para recuperar o fôlego. Pra mim, hora de ir embora pois, além de ter trabalhado a noite toda, um plantão de 3 dias com 12 horas cada me aguarda. Cansado, dolorido mas já pensando no próximo evento, que será dia 24, a Corrida da Paz.









Nenhum comentário:

Postar um comentário